{Resenha} O Duque e Eu

O Duque e Eu – Julia Quinn

Sinopse:
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


Durante muito tempo, ouvi e li diversos comentários sobre romances históricos, em especial da querida Julia Quinn. Confesso que durante muito tempo fui resistente a esse tipo de leitura, imaginei que seria massante, e que a leitura me cansaria. Até que um dia, encontrei uma promoção super bacana, e trouxe o primeiro livro da série dos Bridgertons para casa. E hoje queridos, me arrependo imensamente de não ter começado a leitura antes.

Dizer que os homens podem ser teimosos como mulas, seria um insulto às mulas.

Em minha primeira experiência com romance histórico, começo com a divertida história de Simon e Daphne. É o começo de mais uma temporada em Londres, e as jovens solteiras estão loucas para casar, já os jovens, fogem como o diabo foge da cruz. Simon, é considerado um libertino, e casar é a última coisa que ele quer. Então conhece Daphne, a irmã mais nova do seu melhor amigo. Ela é linda, de personalidade forte e extremamente inteligente. Simon então decide em acordo com Daphne, que vai fingir corteja -la para que assim as jovens loucas mantenham distância dele, e também para atrair pretendentes para a mocinha, que quer formar uma família. Mas quando no meio de toda essa farsa, sentimentos surgem, as coisas começam a complicar.

E Daphne sabia, sem sombra de dúvida, que estava se apaixonando.

A mocinha, tem uma personalidade forte, e uma língua bem afiada para as moças da época, de cara me identifiquei. Mas apesar disso, sonha em casar, ter filhos e construir uma bela família, como a sua. Já o Simon, apesar de rico, lindo e inteligente, teve um passado conturbado e carrega alguns traumas que lhe faz acreditar que o matrimônio e principalmente filhos, são como valdemort. Mas quando reviravoltas acontecem, Simon se vê diante de uma decisão que pode mudar a sua vida para sempre, porém a ferida ainda está ali, viva e pulsante. O que fazer?

Nunca imaginara ser possível abrir um sorriso quando se estava prestes a ficar sem oxigênio. Às vezes a necessidade de tocá-la era tão grande que olhar para ela doía.

O livro não é nem de longe o que eu esperava. A leitura é leve, cativante, e as colunas da Lady Whistledown, dão um toque ainda mais divertido para toda a história. A Julia Quinn ganhou mais uma admiradora, e os outros livros da série já estão na minha estante. O Duque e eu, fala de amor, aquele amor bruto e inocente que nasce aos poucos, fala de laços fortes e da base do ser humano, a família. Nos mostra que alguns laços são mais fortes do que os de sangue. Suspiros, sorrisos, raiva e algumas gargalhadas, Julia Quinn conseguiu a dose certa para cada emoção.

(…) Mas a cabei descobrindo, contra minha vontade, que é impossível não amar você.

Se você ainda não leu, não perca tempo como eu, e se apaixone por essa linda e divertida história.

faeac-5coracoes
http---signatures.mylivesignature.com-54493-207-D364FBF14B6AE2645DD79C5F8014E1A3

Anúncios

7 comentários sobre “{Resenha} O Duque e Eu

  1. Caaa, estou lendo esse livro e to adorando hehe. Depois que li “Orgulho e Preconceito” que também é um romance histórico, logo de cara resolvi ler depois “o duque e eu” que particularmente achei bem leve e com seus momentos engraçados! Também achava que seria maçante, mas pelo contrário, surpreendi-me bastante :))
    Adorei a resenha ❤️
    Beijinhos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi lindinha!
    Adorei sua resenha…os trechos escolhidos…Adoro a autora, já li todos os livros dela publicados aqui no Brasil e tive a chance de pegar um autógrafo na Bienal do ano passado…<3
    Já leu os outros? Tem um preferido?
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s