Pesquisando por aí: História x Estória.

estorua

Durante muito tempo eu vivi em conflito sobre a utilização das palavras: História e Estória. Por momentos, achei que estivesse sendo completamente ignorante ao utilizar “história” para descrever livros de fantasia, inclusive fui chamada atenção  por uma coleguinha, que jurou que eu estava errada. Curiosa como eu sou, fui pesquisar e entender o que cada uma significa e quando usá – las. Confiram!


Segundo o Aurélio:

Estória –  Narrativa de ficção, oral ou escrita.
História – 1 Narração ordenada, escrita, dos acontecimentos e atividades humanas ocorridas no passado. Narração de aventura particular. (…)

“A palavra estória, comumente aceita como sendo um relato de fatos não comprovados (ou fictícios), fora designada para tal fim no início do século XX, por um acadêmico brasileiro – mas sem respaldo etimológico.
Etimologistas dizem, no entanto, que tal neologismo é uma “frescura” estilística, uma vez que, na língua portuguesa, não há razão linguística para adotá-lo, mesmo quando se queira diferenciá-lo de história.
O Aurélio, 4ª Edição, também condena o verbete estória: Recomenda-se apenas a grafia história, tanto no sentido de ciência histórica, quanto no de narrativa de ficção, conto popular, e demais acepções.

Um dado curioso é que, contrariando o que muitos imaginam, estória não é exatamente um anglicismo recente (do século 20), mas uma palavra mais antiga em nosso idioma do que história – e, a princípio, com o mesmo significado. É o que informa o Houaiss: estória foi registrada em Portugal no século 13 e história, no 14. O melhor dicionário brasileiro acrescenta que, como sinônimo perfeito da segunda, a primeira caiu em desuso. Estória sobrevive hoje apenas como uma peculiaridade brasileira que significa “narrativa de cunho popular e tradicional”. O que me parece ao mesmo tempo vago e restritivo.

Os adeptos do uso de “estória” me parecem francamente minoritários. De todo modo, depois que Guimarães Rosa usou a palavra no título de seu livro “Primeiras estórias”, de 1962 – cujo primeiro conto começa com a frase “Esta é a estória” – não se pode dizer que estejam desprovidos de credenciais literárias. No fim das contas, trata-se de mais um daqueles casos em que cada um deve decidir com a própria consciência e o próprio gosto seu caminho no mundo da língua.


Consultei diversos sites e coleguinhas estudantes/professores da nossa rica e abençoada língua, e me pareceu unânime a opinião sobre o assunto. Eu, mantenho a minha opinião e utilização. Ambas existem e estão corretas, porém, para alguns ainda existe a questão de uma fazer referência a ficção, e outra aos fatos que ocorreram no passado. Agora eu te pergunto: Não seria a nossa “história”, repleta de “estórias” ? Creio que cabe a cada um decidir qual e quando usar. 
Então é isso galera, espero que tenham gostado ! E você? O que acha sobre o assunto? Usa “história” ou “estória”? 

Beijos!

Fontes de pesquisa: Veja, Revista Central e Dicionário Aurélio.

http---signatures.mylivesignature.com-54493-207-D364FBF14B6AE2645DD79C5F8014E1A3

Anúncios

4 comentários sobre “Pesquisando por aí: História x Estória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s