Resenha: Branca Como o Leite, Vermelha Como o Sangue.

Branca Como o Leite, Vermelha Como o Sangue – Alessandro D’Avenia

Sinopse:
Para Leo, tudo no mundo tem uma cor. Beatrice é um mistério escrito em tons de vermelho, uma estrela incandescente, que arde a anos-luz de distância. Leo vê-a sempre ao longe, uns olhos verdes que passam, longos cabelos ruivos. Quer alcançá-la, mas não sabe como. E o seu mundo perde a cor, tinge-se de negro, veste-se de branco. Para Leo, o branco é vazio, silêncio, solidão. Também branca é a escola, para onde se arrasta todos os dias na esperança de a ver. Um dia, porém, descobre uma cor inesperada. Não nos amigos – que são azuis, como todos os amigos verdadeiros – mas na voz vibrante e apaixonada de um novo professor. Leo dá-lhe um nome, O Sonhador. E ouve-o falar de grandes homens, de feitos heróicos, conquistas impossíveis. Leo parte à conquista do seu sonho, da sua Beatrice. E lança-se à aventura, sem saber que o amor tem todas as cores do mundo. Sem imaginar que Beatrice afinal esconde um segredo, frio e branco como a neve, vermelho como sangue.

Esse livro estava em minha meta de leitura desde 2012. Depois ficou empoeirando na minha estante ( eu sei, pecado né?), até que resolvi colocar a leitura em dia nessas férias, e… Meu DEUS, que surpresa deliciosa, que livro incrível, que história linda! O livro é narrado por Leo, um garoto que define a vida em cores. E de todas as cores, a que faz com que Leo se perca, é: vermelho. A cor da Beatriz.

Só o amor dá sentido às coisas. Beatriz, se, como os esquimós para a neve, tivéssemos quinze maneiras de dizer te amo, eu usaria todas para você.

Leo a observa somente de longe, imaginando o dia em que terá coragem de dizer o que sente. Até que ele conhece o professor substituto, que ele apelida de “sonhador”, e então, ele aprende a enxergar as coisas de uma outra maneira. Ele então aprende sobre sonhos, pessoas, sentidos e sentimentos. Mas a vida nunca é fácil, é? Então Leo descobre o segredo de Beatriz, e tudo muda.

Deus, as estrelas já não servem para nada: pode apagar uma a uma. Destrua o sol e esconda a Lua. Esvazie o oceano, arranque as plantas. Agora, nada mais é importante.
E, sobretudo, me deixe em paz!

A história reúne tudo o que deixa maravilhada em um bom livro: música, romance, poesia e um leve toque de drama. O autor tem uma escrita deliciosa e contagiante. Poucos livros me deixam sem palavras, e esse é um deles. A delicadeza e franqueza com que os assuntos são tratados, o amor sincero e cru, o enredo e os personagens cativantes, tornam essa obra uma das mais belas e simples que eu já li.

Os gregos diziam que originariamente o homem era esférico e que Zeus, para castigá-lo por seus malefícios, o dividiu ao meio. As duas metades vagam pelo mundo e se procuram. A saudade as impele a procurar cada vez mais, e, quando se encontram, aquela esfera se reconstitui. Esta história tem algo de verdade, mas não é suficiente. Quando se reencontram, as duas metades já viveram suas vidas até aquele momento. Não são as mesmas de quando se deixaram. Suas bordas não coincidem mais. Têm defeitos, fraquezas, feridas. Não basta que se reencontrem e se reconheçam. Agora, também precisam se escolher, porque já não combinam perfeitamente, e só o amor leva a aceitar as arestas que não se encaixam, só o abraço atenua essas arestas, mesmo que doa.

Recentemente descobri que a obra, já está nas telonas e pretendo assistir o filme ainda essa semana, assim que o fizer, publicarei a minha opinião aqui para vocês. Se você ainda não leu, por favor, leia! E apaixone – se assim como eu. 
Aproveitem a leitura!


favorito 1faeac-5coracoes

Anúncios

7 comentários sobre “Resenha: Branca Como o Leite, Vermelha Como o Sangue.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s