Resenha: Simplesmente Acontece ( O Livro ) – Não é mais um clichê.

simplesmente-acontece-frente_1.jpg.1000x1353_q85_cropAno: 2014
Páginas: 448
Editora: Novo Conceito
Classificação: 5/5

Simplesmente Acontece – Cecelia Ahern

Sinopse:

“O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas? Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.”


Esse é um daqueles livros que eu estava precisando ler. O livro certo, no momento certo! É uma história que é muito próxima da realidade, e talvez por isso eu tenha me identificado tanto. Eu consegui me envolver com a personagem, consegui me envolver com a história toda. E, embora a Rosie tenha me irritado por diversas vezes com suas escolhas sem cabimento, ela é tão imperfeita e tão real, que esse livro entrou na lista dos meus favoritos.

Rosie e Alex são melhores amigos de infância, dividem os planos e os sonhos. Desde sempre Rosie sonha em trabalhar em um hotel, e o Alex em ser médico cardiologista. Mas quando Alex se muda para os EUA, e não aparece na noite do baile, tudo muda. E aí a vida dos dois seguem rumos completamente diferentes, mas ainda assim eles continuam comunicando – se por emails, cartas, sms, e cartões. Na verdade, o livro é todo em forma de cartas e emails… e todos os meios de comunicação existentes.

“Em todo caso, minha questão é a seguinte (sim, sim, eu sei, tem uma questão): não quero ser uma dessas pessoas de quem as pessoas se esquecem com facilidade, que era tão importante naquela época, tão especial, tão influente e tão querida e, mesmo assim, anos depois se torna apenas mais um rostinho vago e uma lembrança distante. Quero que sejamos amigos para sempre, Alex.”
Para qualquer um que ler, fica claro o amor dos dois. Mas por uma serie de desencontros, eles não conseguem de forma alguma ficar juntos. E você lê cada capítulo esperando que aquele seja finalmente o momento em que eles vão finalmente se encontrar e que tudo vai ser resolvido, mas não é. E por vezes ( muitas vezes), isso me deixou cansada e eu precisei respirar fundo porque, meu Deus, isso não precisava ser tão demorado assim, precisava? São décadas. Mas ao mesmo tempo que é cansativo, é inspirador. A vida da Rosie é uma completa bagunça , sempre! Ela está sempre recomeçando, se reinventando, mas nada parece funcionar direito. E o Alex, parece ter a vida perfeita, mas nem tudo que parece realmente é.

O livro fala sobre amor, amizade, laços familiares, fins e recomeços, erros e acertos … os livro fala – nos sobre a vida. A vida da maneira mais bagunçada que ela é, e talvez por isso eu tenha me identificado tanto. Li esse livro no momento certo, encaixou – se como uma luva, não pelo romance, mas pela história como um todo. É tão bonita e sofrida e bem construída, que esse livro não pode jamais ser taxado como mais um clichê. Creio que, não houve um final feliz, houve apenas mais um recomeço. Um recomeço da maneira certa, da maneira esperada e adiada.

“Acho que a vida gosta de fazer isso com a gente de vez em quando: te joga num mergulho em alto-mar e, quando parece que você não vai suportar, ela te traz para a terra firme de novo.”

Se você é como eu, e gosta dos livros que são narrados por cartas, emails e afins, vai adorar a história. Não posso dizer que é uma leitura leve e tranquila, porque pra mim não foi, talvez para outras pessoas acabe sendo. Portanto, é uma leitura gostosa e por vezes você vai querer que as cartas e o emails, sejam substituídos pelos pensamentos, sentidos e falas diretas dos personagens, mas ainda assim, vai valer a pena. Lembrando, que o livro já havia sido publicado anteriormente no Brasil por outra editora, com o título ” Onde terminam os arco – íris.”, mas com a divulgação do filme, o nome foi trocado para ”Simplesmente Acontece” e agora é publicado pela Novo Conceito.

”A nossa vida é feita de tempo. Nossos dias são mensurados pelas horas, nosso salário é mensurado por essas horas, o nosso conhecimento é mensurado pelos anos. Agarramos uns minutinhos do nosso dia sempre ocupado pra fazer uma pausa pro café. Voltamos correndo pra nossa mesa de trabalho, olhamos pro relógio, vivemos em função dos compromissos. Mesmo assim, quando esse tempo enfim acaba, bem lá no fundo você se pergunta se esses segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos e décadas foram gastos da melhor maneira possível.”

Aproveitem a leitura!

♥♥♥♥♥

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: Simplesmente Acontece ( O Livro ) – Não é mais um clichê.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s